Bike.e: bicicleta elétrica dobrável da Volkswagen

Estratégia de diferenciação de produto.

Sobre SeiZo

Administrador, comunicador, educador, artista visual e escritor SeiZo Soares 43, Administrador de empresas (FGV-SP), especialista em gestão educacional, mestre em Educação (PUC-Campinas), docente no ensino superior nas áreas de marketing, comunicação e educação. Escritor especializado em roteirização audiovisual para organizações, ghost writing e presença online. Artista com obras publicadas em música, literatura, fotografia e escultura – esta última com exposições internacionais realizadas, e marca própria no segmento de design e arte joalheria contemporânea (Joya Barcelona 2013 e 2014; Beijing International Art Jewelry Exhibition 2013).
Esta entrada foi publicada em Ambiente de mercado, Comportamento, Segmentação, Diferenciação e Posicionamento com as etiquetas , , , . ligação permanente.

3 respostas a Bike.e: bicicleta elétrica dobrável da Volkswagen

  1. Bruno Bergamini Plache diz:

    Podemos notar que o produto ofertado, no caso a bicicleta, tem uma diferenciação evidende, pois combina alta tecnologia, resumida no motor eletrico, com o modelo dobravel, algo novo que instiga o consumidor, além de responder ao ambiente macro envolvido, relacionado ao meio ambiente. Obviamente o modelo é diferenciado pois inova um produto já conhecido e de funcionamento comum a todos.

  2. Victor Nakagawa Nogueira diz:

    Certamente a criação do produto ofertado pela Volkswagen irá despertar o interesse de muitos consumidores e concorrentes.
    Se imaginarmos que uma grande montadora de veículos passa a desenvolver protótipos com duas rodas, pensando no “verde”, seus concorrentes logo se apegaram às idéias propostas pela marca e tentaram se equiparar a eles, com algum diferencial.
    O modelo lançado pela montadora não cabe no bolso, mas facilmente pode ser carregado por uma pessoa, diferente das motocicletas atuais que pesam em torno de 150kg. Dobrada ao meio, ficando com o tamanho de um pneu, logicamente ela não atinge a velocidade de uma moto, mas você pode utilizá-la em distâncias curtas, em torno de 5km naqueles dias de preguiça que uma caminhada faria suas pernas incharem, direcionando suas vendas a pessoas que querem conveniência e praticidade juntos.
    Além disso, seu motor é elétrico, sendo uma fonte renovável, atraindo a atenção de defensores do meio ambiente, uma vez que hoje estamos em cenário de constante conservação ambiental e resgate da qualidade de vida.
    Com autonomia de 20km de distância e velocidade máxima de 20km/h ela pode ser uma boa locomoção para quando você fura o pneu e está sem o step.
    Resta saber se outras montadoras pretendem se aliar a estas novas ofertas do mercado, ou se a empresa permanecerá como única na produção deste bem de consumo.
    Vale lembrar que nem as grandes montadoras Yamaha ou Honda divulgaram protótipos semelhantes.

    • SeiZo diz:

      Olá Victor.
      Em suas análises, busque retomar conceitos de marketing. Neste caso poderiam ser: ambiente de marketing (ambiente natural, cultural, tecnológico); diferenciação de produto; necessidades e desejos do consumidor.
      Bom trabalho.
      Abraço.
      SeiZo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s