Instituições vs. colaboração (em inglês)

“Em um mundo em que é ridiculamente fácil e barato reunir e coordenar ações em grupo, para que instituições?”

Coordenar grupos é tarefa de grande complexidade. Encontrar as pessoas com potencial, avaliar quem é quem, organizar o trabalho, controlar, remunerar. Gerenciar um grupo de 10 pessoas é mais que 4 vezes mais complexo que um grupo de 5.

As instituições existem para isso: coordenar o trabalho de pessoas. Para isso, elas cobram sua parte, reduzindo o valor do trabalho do grupo.

Mas…em um mundo em que é ridiculamente fácil reunir e coordenar um grupo? Onde ficam as instituições?

Veja a bela aula de Clay Shirky. Em inglês.

Sobre SeiZo

Administrador, comunicador, educador, artista visual e escritor SeiZo Soares 43, Administrador de empresas (FGV-SP), especialista em gestão educacional, mestre em Educação (PUC-Campinas), docente no ensino superior nas áreas de marketing, comunicação e educação. Escritor especializado em roteirização audiovisual para organizações, ghost writing e presença online. Artista com obras publicadas em música, literatura, fotografia e escultura – esta última com exposições internacionais realizadas, e marca própria no segmento de design e arte joalheria contemporânea (Joya Barcelona 2013 e 2014; Beijing International Art Jewelry Exhibition 2013).
Esta entrada foi publicada em Ambiente de mercado, Modelos de negócio com as etiquetas , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s